Cadastre-se para receber as novidades da TRIGO.
Nome
E-mail
Newsletter Treinamentos
 
Caso queira mais informações clique aqui para entrar em contato com um de nossos consultores.
Entrevistas
Entrevista com Francine de Andrade, responsável pela International Orientation Career
 
Data: 27/07/2009
Por: Roberta Trigo
TRIGO RH: Francine, comente um pouco sobre sua carreira, seus conhecimentos, sua empresa e sobre o seu trabalho em utilizar essa ferramenta de coching para os novos profissionais.

Francine: Minha formação é bastante diversificada, sou formada em engenharia eletrônica, com pós graduação em adminsitração com foco em gestão de pessoas. Minha carreira se iniciou com um estágio internacional em uma empresa italiana de produtos eletrônicos. Depois de dois anos de estágio na Italia, consegui ser transferida para o Brasil para a área de treinamentos dessa mesma empresa. Um ano depois essa empresa foi absorvida por uma empresa americana, na qual atuei como gestora da área de treinamento por 5 anos. É interessante falarmos de coach, essa palavra virou "moda" em algumas empresas brasileiras, mas é uma prática já empregada nos Estados Unidos há mais de duas décadas.

TRIGO RH: Antes de abordarmos sobre a técnica empregada nos novos profissionais, explique para nós e nossos leitores os conceitos básicos de coach.

Francine: A palavra COACH vem do inglês que significa técnico (de um time), treinador. E o que faz um coach em um time, ele não só ensina as práticas de jogo, como conceitos técnicos e comportamentais. O coach é responsável pelo treinamento físico e espirutual dos seus jogares, e com base nesse conceito, essa prática foi trazida para as empresas, nas quais temos os gerentes ou outros profissionais que se disponham a treinarem os executivos e colaboradores das empresas para o melhor desempenho de suas tarefas.

TRIGO RH: Qual a diferença entre o processo de COACH para um programa de treinamento?

Francine: É bem interessante essa colocação, pois um trabalho de COACHING (fazer o COACH) envolve muito mais ações do que apenas treinamento. O papel do COACH é compreender as necessidades, caracterísiticas, pontos fortes, pontos a serem melhorados, do seu aprendiz, podendo indicar ações de treinamentos específicos, ou apenas trabalhar o aconselhamento, é quase como uma terapia, claro que guardadas as devidas proporções. Nas seções de COACHING, o tutor e o aprendiz conversam abertamente sobre seus anceios, expectativas, e mudanças necessárias para atingir os objetivos.

TRIGO RH: Vimos essa prática ser aplicada mais comumente em altos executivos, como isso está sendo aplicado a jovens profissionais.

Francine: Nossa empresa trabalha com COACH externo, uma consultoria que presta serviços aos profissionais, realmente, a grande procura é para excecutivos de destaque nas empresas, mas hoje existe uma tendência de trabalharmos com os jovens talentos, pois vimos que a juventude de hoje está muito mais ansiosa em conquistar um cargo em um menor tempo e se caso isso não aconteça, os jovens talentos migram para outras empresa, em busca de uma carreira que permita ascensão mais rápida.

TRIGO RH: E você essa ansiedade como um fator negativo?

Francine: Não extamente, ansiedade é importante para a conquista dos objetivos, o problema é que os jovens profissionais de hoje querem conquistar cargos e não objetivos, a carreira está se resumindo a ascenção vertical em detrimento de salário, conhecimento, reconhecimento, metas, etc. Aparentemente é só o cargo que conta, e não é assim que funciona nas empresas, todas possuem planos de carreira de longo prazo, e os jovens não estão dispostos a esperar isso.

TRIGO RH: E o que isso impacta nas organizações?

Francine: Essa ansiedade leva a troca de empresa, aumento da rotatividade, resultado: as empresas perdem alguns talentos, então a prática de coaching serve justamente para desenvolvier o profissional, não apenas pensando no cargo de uma forma imediatista, mas num plano de carreira, demonstrando o que ele precisa desenvolver para galgar a escala de carreira das empresas. Um outro ponto importante, que alguns profissionais ficam tão cegos na conquista de sua carreira que deixam de respeitar o colega, instalando-se um verdadeiro clima de guerra nas organizações, onde vemos que as pessoas não se mostram por aquilo que produzem, mas conquistam espaços sobre os erros dos outros, prejudicando o relacionamento interpessoal, levando as equipes ao estresse máximo.

TRIGO RH: E o que você acredita que leve esses jovens profissionais a manterem esse comportamento e como o processo de coach contribui para a melhoria?

Francine: Em parte pela mídia, que instiga a necessidade de manter o status, outra situação é que ouvimos falar que ficar mais de 2 anos em uma mesma empresa é negativo para a carreira, isso não é verdade, é ruim ficar estagnado na carreira, mas 2 anos é o prazo para a pessoa começar a desenvolver um bom trabalho, nem sempre é ruim, e justamente o nosso serviço de orientação visa identificar até que ponto o profissional já desenvolveu-se tudo que era possível dentro de determinada função, mostrando para ele as necessidades para a conquista do próximo estágio de carreira.

TRIGO RH: Qual a orientação que você dá aos jovens profissionais que se identifiquem com este texto?

Francine: Tenham calma, foquem no seu desenvolvimento pessoal e profissional, desenvolvam um bom trabalho, mostre seus exitos, e deixe claro para sua chefia qual é o seu objetivo na organização, mantenha um bom relacionamento interpessoal e caso possuam dúvidas em sua carreira, consultem alguém seja na empresa ou fora dela que possa lhe ajudar em suas conquistas. Mas acima de tudo... o mundo foi feito em 7 dias, a impressão que tenho é que os jovens profissionais de hoje, desejariam fazer o mundo em 7 minutos, quiçá 7 segundos.

TRIGO RH: Francine, muito obrigada pelo seu tempo em nos conceder essa entrevista, e para aqueles que desejam contato com Francine poderão deirecionar suas perguntas para rhonline@trigoconsultoria.com.br.


Já tenho cadastro:

Faça seu login e pesquise vagas e mantenha seu currículo atualizado.

Login
Senha
» Divulgação Curricular
» Assessoria Profissional
© trigoconsultoria.com.br - 2017 - Todos os direitos reservados. Tronco Chave: (13) 3271-4133